Acidente Vascular Cerebral

Cuidados para Acidente
Vascular Cerebral

O Acidente Vascular Cerebral é um derrame resultante da falta ou restrição de irrigação sanguínea ao cérebro, que pode provocar lesões celulares e alterações nas funções neurológicas

As manifestações clínicas subjacentes a esta condição incluem alterações das funções motora, sensitiva, mental, perceptiva ou da linguagem, embora o quadro neurológico destas alterações possa variar muito em função do local e extensão da lesão.

O AVC é uma ameaça à qualidade de vida na velhice, não só pela sua elevada incidência e mortalidade, mas também pela alta morbilidade que causa, ocorrendo frequentemente em pessoas já com problemas físicos e/ou mentais. Também afecta na sua maioria os idosos, mas cerca de 20% dos AVCs ocorre em idades inferiores aos 65 anos.

 

O AVC pode ser de dois tipos: Isquémico e Hemorrágico, mas ambos são uma emergência médica. Quanto mais rápido a pessoa for assistida mais provável é que a sua vida possa ser salva, exista diminuição dos seus efeitos nocivos a longo prazo e existam melhorias na capacidade funcional da pessoa afectada.

Como pode a Comfort Keepers ajudá-lo a cuidar de um
familiar que esteja a recuperar de um AVC?

Transporte para sessões de fisioterapia, exercício físico, etc.

Apoio na gestão das tarefas domésticas, aquisição de bens essenciais, etc.

Preparação de refeições personalizadas em função das necessidades nutricionais e do gosto do doente.

Comunicação permanente com a família e profissionais de saúde sobre a evolução do estado de saúde do doente.

Acompanhamento a reuniões de grupo, auxílio na organização da documentação de despesas de saúde (IRS, seguradoras, sistema de saúde), preparação e aconselhamento para a evolução da doença.

Higiene pessoal, transferências, posicionamentos.

Apoio na execução de rotinas de exercícios prescritos.

Supervisão da toma de medicação e articulação e coordenação de ajudas técnicas no domicílio.

Articulação com serviços de fisioterapia, centros de reabilitação, médicos ou outros profissionais de saúde.

Como o podemos ajudar?