Blog

Transtorno de ansiedade nos idosos

causas-ansiedade-stress-idosos

De acordo com o National Institutes of Health, 3 a 14 % dos adultos idosos apresentam transtornos de ansiedade e stress. Todos esses transtornos envolvem medo excessivo e irracional que podem piorar caso não sejam tratados.

Os idosos podem sentir ansiedade por vários motivos, como circunstâncias de stress extremo, trauma ou luto. Uma causa física pode ser a origem de doenças como Alzheimer e outras demências, uma condição médica ou doença mental.

Um histórico familiar de ansiedade pode ser um fator que contribua, bem como o álcool, a cafeína e os medicamentos por exemplo.

Quais são os efeitos do stress e da ansiedade?

O stress e a ansiedade são instintos de luta e fuga que, muito resumidamente, são a maneira como o nosso corpo responde a emergências.

Várias pesquisas demonstram que a ativação, a longo prazo, da resposta do corpo ao stress prejudica a capacidade do sistema imunológico de lutar contra doenças e aumenta o risco de problemas de saúde física e mental.

Estudos apontam que o stress e a ansiedade nos idosos estão associados ao aumento de problemas físicos, como incapacidade e dificuldade para realizar certas atividades do dia a dia.

O aumento dos problemas de saúde, como doença arterial coronariana e uma diminuição da sensação de bem-estar e satisfação com a vida também estão relacionados.

Os principais tipos de transtornos de ansiedade nos idosos incluem:

  • Transtorno de stress agudo: ansiedade e distúrbios comportamentais que se desenvolvem no primeiro mês após a exposição a um trauma extremo;
  • Transtorno de stress pós-traumático (TEPT): sintomas de transtorno de stress agudo que persistem mais de um mês;
  • Ataques de pânico: medo e pavor súbitos, imprevisíveis, intensos e ilógicos;
  • Ansiedade Social: Preocupação com a forma como o idoso sente que é compreendido pelos outros;
  • Transtorno de ansiedade generalizada (TAG): um padrão de preocupação excessiva com ocorrências e eventos simples do dia a dia;
  • Fobias: medo irracional de situações como altura ou medo de objetos;
  • Transtorno obsessivo-compulsivo (TOC): um padrão de pensamentos intrusivos que agridem a mente e produzem ansiedade extrema que só pode ser atenuada por uma ação, como lavar as mãos de forma ritual.

Os transtornos de ansiedade nos idosos têm sido subestimados por vários motivos. Um dos principais motivos é que os pacientes mais velhos têm maior probabilidade de enfatizar as suas queixas físicas e minimizar os seus problemas emocionais.

A ansiedade pode ser acompanhada por vários sintomas.

As pistas físicas incluem o coração acelerado, a respiração superficial, tremores, náuseas, sudorese, boca seca, mudança no apetite ou insônia.

Os adultos mais velhos que sofrem de ansiedade, podem recusar a realizar atividades rotineiras ou tornar-se excessivamente preocupados com as suas rotinas.

Podem também concentrar-se demasiado num assunto específico, ser alvos de mudanças emocionais, preocuparem-se excessivamente, ficar mal-humorados ou parecerem deprimidos.

A automedicação pode ser também outra indicação possível de ansiedade.

Se suspeitar que um ente seu, ou alguém próximo, está a sofrer de ansiedade, é importante ajudá-lo a procurar tratamento. Isso pode ser um desafio porque alguns idosos podem não se sentir à vontade para discutir sobre a sua saúde mental.

Os transtornos de ansiedade geralmente respondem bem a uma combinação de medicamentos e psicoterapia, embora os medicamentos prescritos devam ser tomados ​​com cautela nos idosos e muitas vezes em doses mais baixas.

Numerosos estudos indicaram que os medicamentos podem ser mais eficazes quando o idoso também se encontra com um conselheiro qualificado, terapeuta ou assistente social regular.

Outros tratamentos eficazes podem incluir meditação, biofeedback, massagem e acupuntura. 

Organizações e grupos de idosos também podem ser um recurso útil de assistência. Não subestime o valor de incentivar o idoso a ajudar outras pessoas por meio de trabalho voluntário.

O voluntariado fornece um foco significativo e um senso de propósito que pode redirecionar e acalmar idosos ansiosos.

Comfort Keepers Portugal

A Comfort Keepers também pode ajudar. Mantemos os clientes seniores envolvidos fisicamente, mentalmente e emocionalmente enquanto vivem de forma independente em casa. 

Esperamos que este artigo consiga ajudar, ou a diagnosticar stress e ansiedade nas pessoas com mais idade. Não obstante, deve-se ter em conta que a ajuda de um profissional é sempre importante.

A Comfort Keepers também pode ajudar. Os seus entes queridos, são cuidados por nós como se fossem membros da nossa família.

Contacte-nos para mais informações e acompanhe-nos no Facebook, no Instagram ou no Linkedin.

Partilhar

Share on facebook